M A N U A L

lume

Sesion_04_editada.jpg
 

Formado pela cantora uruguaia Luana Baptista e o multi-instrumentista brasileiro Gui Augusto, o duo LUME faz o pré-lançamento do seu disco de estreia. Transitando do pop às raízes da música argentina, uruguaia e da canção brasileira, esse primeiro trabalho do LUME explora diversos timbres e dinâmicas, com um repertorio autoral cantado em espanhol e português, onde se ressalta a qualidade dos arranjos e a criatividade compositiva. O disco foi produzido em parceria com o engenheiro de som e produtor musical Elísio Freitas. O disco foi gravado em cinco días de imersão em julho do ano passado e conta com a participação de Luiz Gabriel Lopes (BH) e Lenna Bahule (Moçambique).

 

Sábado, 5 de maio às 13h

Entrada Franca

 

banda strombólica

Quarteto_bichos1_DianaBasei.jpg
 

A Banda Strombólica explora o fascínio das crianças pelo universo animal – e a capacidade mágica que elas têm de observar o mundo e inventar histórias - com seu show "Bichos do Mundo em Concerto". O musical tem como diferencial, a sonoridade de um show de vanguarda, capaz de fisgar os pequenos e os adultos pelo som e pelas narrativas criativas.

"Bichos do Mundo em concerto"; é um espetáculo vibrante e uma deliciosa viagem pelo mundo dos bichos. É diversão e boa música para toda a família.

 

Sábado, 5 de maio às 15h30

Entrada franca

 

mutum

Mutum Sesc Ipiranga I (foto Mariana Ser).jpg
 

Mutum é um show que une música e poesia. É uma pesquisa do "artivista" Jairo Pereira no campo do afeto em busca da possibilidade do tal "amor universal". O espetáculo com direção artística de Jairo Pereira II (um dos vocalistas e compositores da banda Aláfia) e direção musical do baixista Gabriel Catanzaro, trata das conexões e desconexões, da intolerância e da empatia, fala de sorriso, liberdade, sexo, cafuné, das batalhas cotidianas, esperança, discriminações, paixão...

É um show com clima íntimo e interativo, que abraça, sacode e encoraja a voar. Em um ano de projeto, Mutum já foi apresentado em São Paulo, Salvador, São José dos Campos e Rio de Janeiro. Um espetáculo que aguça a autorreflexão por dias melhores e uma sociedade equânime e não violenta.

Com Jairo Pereira (voz) Gabriel, Fabio Leandro (teclado), Lucas Cirillo (gaita),Pedro Damian Bandera Izquierdo (percussão), Filipe Gomes (bateria) e Dudu Tavares (guitarra) dão alma ao corpo das palavras.

 

Sábado, 5 de maio às 18h

Entrada Franca

 

Flávio Rodrigues quarteto

_DSC4953.jpg
 

O premiado guitarrista hispano-brasileiro Flavio Rodrigues - que residiu 18 anos na Espanha, atuando e viajando por mais de 40 países, apresenta-se no ManualnoMorumbi, trazendo todo o universo da vibrante música flamenca. 

Neste show, ao lado de seu quarteto, Flávio vai apresentar um repertório variado, concebido sobre temas originais do seu primeiro disco solo, intitulado “Anyway”, algumas composições inéditas e versões de clássicos da Música Popular Brasileira, passando pelo Jazz e outros estilos.

 

Domingo, 6 de maio às 13h

Entrada franca

 

a babel dos bichos

foto babel 6.jpg
 

A Babel dos Bichos é um musical infantil do grupo Bolha de Gude, criado em 2006 por Mário Martinez e Adriana Petroni.  Partindo da lenda bíblica descrita no Pentateuco, livro de Gênesis, na qual os homens foram duramente punidos após desafiarem as vontades de Deus construindo uma torre em direção ao céu, o formado ainda por Emilio Martins e Nanah Correia, conta uma divertida história, na qual no lugar dos homens estão todos os bichos da natureza, e no lugar da punição divina uma encantadora miríade de descobertas, brincadeiras, fantasias e coisas do brincar. Nas entrelinhas, temas como diferenças, preconceito, descobertas linguísticas, trava-línguas, jogos percussivos e de percepção musical são apresentados de forma lúdica e inteligente, mesclando  música, literatura e linguística.

 

Domingo, 6 de maio às 15:30

Entrada franca

 

batanga & cia

batanagaecia.JPG
 

Batanga & Cia, grupo formado por músicos cubanos e brasileiros, apresenta no Mercado Manual músicas do seu primeiro EP. As composições mantêm o mesmo conceito artístico com o qual o grupo vem trabalhando desde sua criação, há quatro anos, que recria clássicos do repertório cubano dos anos 30 aos 50. Neste novo trabalho, exploram elementos da música e percussão afro cubana e se propõe encontros com os ritmos afro-brasileiros, mantendo uso dos tambores Batá. Com temas compostos por Pabloski Rosales, Noa Stroeter, Hanser Ferrer e Claudia Rivera, o álbum a ser lançado em 2018, tem produção musical de Swami Jr e foi gravado no estúdio da YB Music.

 

Domingo, 6 de maio às 18h

Entrada franca