Vamos conversar?

Foto: Leonardo Sang / Casa Dobra

Foto: Leonardo Sang / Casa Dobra

 

Quem fez o que você compra? De onde veio? E qual a sua relação (e responsabilidade) com o consumo? Estas são algumas perguntas que movem a MANUAL antes mesmo de sua criação em 2014, quando sua semente foi germinada pela Floristas Produções - uma produtora de conteúdo focada em contar as vivências de artesãos e pequenos produtores. São elas que costuram histórias, que reverberaram nos talks de nossos festivais de cultura feita à mão e que se multiplicam em outras ações da MANUAL. Questões que ganharam corpo e voz, amadureceram e pediram um espaço próprio. Por isso, na 21ª edição do MERCADO MANUAL, na Fundação Ema Klabin, dias 5 e 6 de outubro, vamos inaugurar o pilar CONVERSA MANUAL <3

Captura de Tela 2019-09-20 às 18.09.19.png

“Nosso propósito sempre foi fortalecer, incentivar, comunicar e devolver dignidade a esse comércio justo e positivo, esse ciclo que se forma pelo fomento de saberes e fazeres manuais. Acreditamos na importância de promover um diálogo entre artesãos, pequenos produtores, consumidores e toda essa rede que abraça a CULTURA FEITA À MÃO, que está no nosso DNA”, explica Dani Scartezini, sócia-fundadora da rede.

Para isso, a MANUAL convidou a curadora de essência e de conceitos Carmen Marie a participar deste novo passo. É dela a escolha dos participantes que irão falar sobre Resgate de Fazeres Manuais, Economia Circular, Inclusão e Diversidade, entre outros temas de grande importância no atual contexto social, econômico e cultural do mundo. Serão conversas gratuitas (confira a programação completa) com profissionais alinhados ao cenário de inovações sustentáveis e conscientes.

CarmenMarie-081.jpg

“Teremos um time de protagonistas com projetos inovadores no mercado nacional que vai informar e inspirar nossos convidados a fazer escolhas mais conscientes para a vida. Desejo que seja uma experiência que promova diálogos transformadores em busca de um resgate da nossa essência, de um consumo mais consciente e de mais possibilidades de um bem viver”, enfatiza a curadora Carmen Marie.


Acreditamos na importância de promover um diálogo entre artesãos, pequenos produtores, consumidores e toda essa rede que abraça A CULTURA FEITA À MÃO


SER + CONVIVER + TRANSFORMAR

Quem também soma forças à estreia da CONVERSA MANUAL é a Vida Simples, que desde 2018 abre seu raio de atuação para além das páginas da publicação. “A Vida Simples tem três pilares - Ser (eu comigo), Conviver (eu com o outro) e Transformar (eu com o mundo). E estes valores convergem com a Cultura Feita à Mão”, explica Luciana Pianaro, CEO da empresa.

Captura de Tela 2019-08-08 às 12.16.50.png

A partir deste tripé, “falamos do artesão que está executando algo e colocando toda sua história naquilo que faz (ser)”. “Ele ainda convive com outros que é para quem conta sua história e vende seu produto (conviver). Com isso, ele também está transformando o mundo ao gera novos valores e um consumo consciente (transformar)”, complementa.

Ao longo de 17 anos, a publicação mensal da Vida Simples se tornou porta-voz de narrativas moldadas pelas mãos de milhares de criadores dentro e fora do Brasil. Histórias carregadas de significados, valores, e “muito afeto”, destaca a diretora de redação da revista Ana Holanda, que participará da roda de conversa “O resgate e a preservação de saberes manuais através do afeto”, ao lado de Karine Rossi, cofundadora da MANUAL, e da especialista em tendências Iza Dezon, dia 6 de outubro, às 16h30.

Ana.jpg

“A importância de se conversar sobre o resgate dos fazeres manuais através do afeto é muito importante porque quando a gente fala de afeto não fala só do sentimento de afeto, mas do afetar, ou seja, do conversar verdadeiramente com outro. Para isso, nós precisamos mergulhar dentro da gente. Isso está muito atrelado ao fazer manual, à sua própria história, à busca da sua raiz, de onde você veio, quem você é hoje e para onde está indo. O fazer manual pressupõe essa conversa interna, esse resgate de quem você é e da sua história,” arremata Ana Holanda.

 

MANUAL NA EMA
CONVERSA MANUAL + Vida Simples

6 de outubro, 13h30 / 14h30/ 15h30 /16h30
Fundação Ema Klabin, Rua Portugal, 43 - Jardim Europa - SP
Entrada gratuita sujeita à lotação
Inscrições esgotadas
Clique aqui para a LISTA DE ESPERA

Texto e edição: Maju Duarte
Fotos: Divulgação
Vídeo: Daniel Wood / Casa Dobra