Emanazul lança single cheio de boas vibrações

WhatsApp Image 2018-09-20 at 10.26.46.jpeg
 

Oferecer entretenimento gratuito ao público e valorizar projetos musicais independentes sempre foi um dos grandes objetivos do Mercado Manual. Por isso é tão especial ver crescer uma iniciativa que fez uma de seus primeiras apresentações no palco do nosso festival: o Emanazul, que traz repertório com inspiração andina e Iorubá – um dos grupos étnicos de cultura ancestral com maior presença na Nigéria. A banda acaba de estrear nas plataformas digitais de streaming seu primeiro single, Ide Were Were, um canto no idioma africano.

“Em um momento onde o mundo clama por novas respostas e por uma ampliação do senso de interdependência, nossas músicas versam sobre as dificuldades que enfrentamos em nossas vidas e a força necessária para superá-las”, conta Ana Clara Cenamo, cantora e cofundadora do Emanazul. O projeto nasceu do desejo dela e de seu companheiro, Renato Dias, de criar canções que estimulem a busca pelo autoconhecimento. A iniciativa é fruto de pesquisa profunda sobre o sentido da vida, das relações humanas e da natureza.

 Foto: Gleice Bueno

Foto: Gleice Bueno

A banda começou em 2015 e se apresentou no Mercado Manual pela primeira vez em dezembro de 2016. “Foi o primeiro show maior que fizemos e foi totalmente gravado. Colocamos este registro na internet e, a partir daí, começamos a formar algum público. Por causa disso a nossa história tem uma relação muito especial com o evento”, lembra Renato.

 
 

 Para quem quiser se encher de leveza e boas vibrações, é só dar o play e conferir o trabalho autoral do Emanazul:

Ficha técnica: 

Selo Shakapa Records, Emanazul

Renato Dias – violão e voz

Ana Clara Cenamo – maracas e voz

Chris Magno -  Violão de aço e voz

Leandro Tenório – violoncelo

Rafael Vasconcelo – concha, conga, jambé, sinos e chacapa