Pão de Queijo da Cidade

PdQ_da_Cidade_1.JPG

Inaugurado em fevereiro de 2019, o Pão de Queijo da Cidade nasceu de uma receita tradicional de família desenvolvida há mais de 30 anos. A marca foi idealizada pela jornalista Carla Fiorito, ex-apresentadora da TV TAM Nas Nuvens (programa de entretenimento de bordo da cia. aérea) e do Vitrine (TV Cultura).

A receita exclusiva é da matriarca da família, Dona Maria Pereira Fiorito, uma paraibana arretada que saiu da roça ainda pequena e venceu na cidade grande justamente com o pão de queijo artesanal. Aliás, ela e o marido, Seu Carlão, são experientes na arte de fazer queijo, ofício que desenvolveram juntos durante anos e que até hoje faz parte da tradição familiar. O queijo meia cura usado na receita é feito, inclusive, por um pequeno produtor da família, na região de Cambuí (MG).

As três filhas do casal cresceram observando a mãe assar fornada atrás de fornada na pequena loja dos pais, no bairro da Liberdade, Centro de São Paulo. Pão de queijo para eles não é apenas um dos quitutes queridinhos da culinária brasileira. É muito mais!

É alimento para o corpo, aconchego para a alma e motivo de valorização da cidade onde vivem <3

Missão

Além de produzir um pão de queijo artesanal, a marca busca a preservação da cultura e da memória das cidades nas quais estiver presente (a começar por São Paulo). Em seu perfil do Instagram, o @paodequeijodacidade resgata a história de ícones da arquitetura local, monumentos e também das pessoas que fazem parte do estilo de vida que pulsa na “Paulicéia Desvairada”, formada por imigrantes, como Dona Maria, migrantes e refugiados.

E quem não tem uma história ou curiosidade que gostaria de contar sobre si ou sobre sua família na cidade? O resgate desta memória aparece na própria embalagem cuja ilustração é do Mercado Municipal de São Paulo, onde Seu Carlão passou a infância acompanhando o avô Carmino que tinha ali uma banca de abacaxis.

Sustentabilidade

A marca também foi criada a partir de atributos sustentáveis e tem o compromisso de gerar o menor impacto ambiental possível. A receita leva polvilho 100% artesanal de fermentação natural, e seco ao sol. O queijo é proveniente de um pequeno produtor da família.

A embalagem também é um diferencial: o produto é vendido congelado em uma caixinha de papel reciclável e a empresa faz parte do programa de logística reversa “eureciclo” que visa neutralizar a quantidade de resíduos sólidos produzidos com embalagens.

 
PdQ_da_Cidade_6.JPG
PdQ_da_Cidade_4.JPG
PdQ_da_Cidade_5.JPG